quarta-feira, 29 de junho de 2011

A pintura e o grafismo dos grupos indígenas brasileiros chamaram a atenção de cronistas, viajantes e inúmeros estudiosos, mas apenas recentemente passaram a ser entendidos como manifestações simbólicas e estéticas centrais na vida desses povos. Esta rica iconografia aplicada em diferentes suportes – pedra, cerâmica, entrecasca, papel e, com maior freqüência, no corpo humano – é estudada neste livro em ensaios fartamente ilustrados, de autoria de especialistas que demonstram como no contexto tribal, mais que em qualquer outro, a arte funciona como meio de comunicação, expressando a concepção da pessoa, a categoria social e material e outras mensagens referentes à ordem cósmica.

Lux Vidal é professora do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário